Page Navigation

HIDE

Grid

GRID_STYLE
FALSE
HIDE_BLOG

Ads Place

O socialismo esquerdopata de Hitler

Após ressuscitarem novas discussões sobre o nazismo ser de direita ou de esquerda, fiz uma breve reflexão sobre o socialismo esquerdopata...

Hitler



Após ressuscitarem novas discussões sobre o nazismo ser de direita ou de esquerda, fiz uma breve reflexão sobre o socialismo esquerdopata do ditador alemão. As características de seu partido, ideologia socialista e estrutura política não deixam dúvidas de que Hitler era um arauto da esquerda e um marxista heterodoxo.

Hitler montou um arquétipo comunista aos moldes do socialismo alemão e seu partido não poupou características da esquerda em seu arcabouço. Em sua estrutura partidária encontramos elementos diretamente ligados, relacionados e presentes na postura econômica, política estatal, estética e manobras da esquerda como a simbologia, nomenclatura, cores, discurso (vide Gregor Strasser contra o capitalismo), centralização de poder, absolutismo estatal, controle de produção e distribuição, totalitarismo e por fim, o massacre de milhões.

Hitler e colegas ditadores

Sua recusa em admitir ter se influenciado pelo marxismo é apenas um traço de sua megalomania que o tornava incapaz de aceitar ser um mero discípulo.

Hitler queria transcender o marxismo e o que descaracteriza o nazismo como de direta não são as PALAVRAS de Hitler e sim suas práticas e objetivos. Ainda que ele voltasse seus ataques contra os comunistas isso não o identifica como de direita, afinal os bolcheviques liderados por Trotsky e Lenin atacaram os mencheviques comunistas e isso não os torna menos de esquerda do que o próprio Stalin que mais tarde se tornou inimigo de Trotsky o grande intelectual marxista, tão pouco de direita. A nível Brasil a comparação seria o mesmo que afirmar que o PT seria de direita por se opor ao PCdoB ou ser repudiado pelo PSOL. Obviamente uma estupidez.

Identificamos assim o nazismo como de esquerda e não de direita, devido suas características que, como uma opção socialista (a verdadeira segundo Hitler, que superava o marxismo estagnado na Russia), queria se sobrepor as outras e se estabelecer como dominante em um socialismo racial, nem que pra isso se fizesse de bom amigo da vizinhança só para ganhar espaço e tempo necessário sem que lhe houvesse oposição alguma. 

Tirinha Discurso

Não é por acaso que inicialmente assinou tratado e acordos com os russos pois seu plano era substituir, LITERALMENTE TRANSCENDER tudo aquilo que ofuscasse seja a sua "originalidade" ou sua "supremacia" racial ou até mesmo fosse irrelevante ao seu objetivo. E bem antes disto, ele mesmo fez parte em 1919 da República Soviética da Bavária, um projeto comunista que naufragou em menos de um mês.

O nazismo odiava os comunistas não por ser de direita mas por querer sobrepujar e eliminar a tudo e a todos que ele não considerasse benefício a sua supremacia ou que ele constatasse ser um fracasso assim como o socialismo russo com sua utopia comunista fracassada. E assim, a ordem dos alvos não altera o objetivo assim como não muda quem atira o dardo. Depois de eliminar o camarada soviético que em nada lhe acrescentava, não pouparia esforços para trucidar o capitalismo opressor, começando pelos seus caciques, os judeus!

Resumidamente, não é preciso apontar o esquerdismo de Hitler para refutar a estupidez de quem afirma que ele era de direita, basta expor que a DIRETA não lhe era nem na extremidade mais baixa de seu pensamento algum modelo de dominação como o era o modelo socialista da esquerda!


0 comentários via Blogger
comentários via Facebook
COMENTE! LEIA NOSSAS REGRAS ▼
POLÍTICA DE MODERAÇÃO DE COMENTÁRIOS :
A aprovação do seu comentário seguirá os nossos critérios abaixo:

1 - Poste somente o necessário. Se quiser colocar estudos, artigos ou textos grandes, mande para nós por e-mail: resistenciaapologetica@gmail.com

2 - A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Comentários com conteúdo ofensivo não serão publicados, pois debatemos idéias, não pessoas. Discordar não é problema, visto que na maioria das vezes redunda em edificação e aprendizado. Contudo, discorde com educação e respeito.

3 - Comentários de "anônimos" não serão necessariamente postados. Procure sempre colocar seu nome no final de seus comentários (caso não tenha uma conta Google com o seu nome) para que seja garantido o seu direito democrático neste blog. Lembre-se: você é responsável direto pelo que escreve.

4 - Não aprovamos comentários que contenham ataques, deboches ou críticas irrelevantes e sem nada a acrescentar.

5 - Comentários que fogem do assunto da postagem serão limitados. Se quiser fazer uma crítica ou sugestão, utilize a página de Contato.

6 - Comentários tumultuosos e que apenas repetem objeções já abordadas e respondidas no artigo, serão ou deletados ou receberão uma dura resposta pela desatenção do autor.

7 - O Blog Resistência Apologética tem por objetivo à edificação e instrução. Comentários que não seguirem as regras acima não serão publicados.
Para mais informações, clique aqui!