Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE
FALSE

Hover Effects

TRUE
HIDE_BLOG

Últimas:

latest

Ads Place

Apologista católico desmente alegação sobre existir mais de 33 mil denominações protestantes.

Scott Eric Alt além de oblato beneditino é cavaleiro de terceiro grau da maior organização de católicos do mundo, a Ordem de Colombo. Co...

Reformadores

Scott Eric Alt além de oblato beneditino é cavaleiro de terceiro grau da maior organização de católicos do mundo, a Ordem de Colombo. Como apologista católico e mestre em literatura inglesa, Scott escreve para a mais antiga revista católica dos Estados Unidos a National Catholic Register e é nela que este ex-protestante convertido ao catolicismo refuta a falácia de muitos católicos em terras tupiniquins acerca das denominações protestantes. Em seu artigo sob o título "Precisamos parar de dizer que existem 33.000 denominações protestantes", Scott afirma que "É um mito que assumiu pela força da repetição, e é citado e recitado pelo reflexo; mas baseia-se numa fonte que, mesmo os católicos terão que conceder, depende de uma definição muito fraca da palavra "denominação". E assim, ao se deparar com a cantinela romanista sobre a suposta existência de mais de 33 mil denominações protestantes, Scott decidiu rebater o mito mostrando quão é exagerada e ingênua tal alegação e não passa de um cálculo extravagantemente falso.

Ao contrário de muitos "apologistas" católicos em terras tupiniquins, Scott checou a fonte e honestamente chegou a conclusão que eu já havia exposto em outro artigo (aqui). Ou seja, afirmar que existem 33 mil denominações protestantes não passa de uma falácia de pura ignorância. 

Como já exposto anteriormente a fonte que os romanistas sequer conferiram é a Enciclopédia Cristã Mundial de dois volumes (Barrett, Kurian e Johnson, Oxford University Press). Tome nota da passagem onde a figura de 33.000 aparece:

Cristianismo Mundial consiste em 6 principais blocos culturais ecclesiasticos, divididos em 300 grandes tradições eclesiásticas, composto [ sic ] de mais de 33.000 denominações distintas em 238 países (Vol. I, p. 16).

De acordo com a WCE, a figura de 33,000 representa o "cristianismo mundial". Agora, a menos que um católico queira supor que o "cristianismo mundial" significa o protestantismo, o número teria que ser algo menos. 33,000, de acordo com a fonte a partir da qual vem o número, significa o cristianismo inteiro, e não o Protestantismo especificamente.

O WCE então continua a quebrar o "cristianismo mundial" nas seguintes categorias gerais:
  • Independentes: 22.000 denominações
  • Protestantes: 9000 denominações
  • Marginais: 1600 denominações
  • Ortodoxos: 781 denominações
  • Católicos: 242 denominações
  • Anglicanos: 168 denominações
O problema imediato é que o WCE apenas classifica 9000 denominações (27% do total) como protestante. Para chegar a 33.000, é preciso adicionar os Independentes, Marginais, Anglicanos e 232 dos Ortodoxos.

Entre os  "Independentes" e "Marginais" (70% do total) estão um grande número de grupos, que dificilmente poderíamos chamar de Protestantes. Eles incluem os Mórmons (122 denominações), Testemunhas de Jeová (229 denominações), Maçons (28 denominações), Cristadelfianos (21 denominações) Unitários (29 denominações), Ciências Cristãs (59 denominações), Teósofos (mais 3 denominações), Israelitas britânicas (8 denominações), grupos evangélicos da prosperidade (27 denominações), Unicistas Pentecostais (680 denominações), "Crentes budistas escondidos em Cristo" (9 denominações), bispos errantes (12 denominações), Nestorianos independentes (5 denominações), ocultistas (3 denominações) espíritas (20 denominações), sionistas (159 denominações), até mesmo "rede árabe de rádio / TV" (19 denominações), "tradição homossexual / homossexual" (2 denominações) e católicos cismáticos (435 denominações). É uma lista estranha e eclética afirma Scott que alerta:

"Por mais forte que seja a tentação, alguns querem caracterizar qualquer coisa que não seja católica ou ortodoxa como "protestante", você não pode fazer isso. Tudo o que você diz aos apologistas protestantes é que você não sabe o que é o protestantismo ou quais são os seus distintivos - e eles estarão certos. E por que eles levariam qualquer coisa que você diz a sério depois disso? Se você não sabem o que é o protestantismo,...(...). Não só os mórmons, as Testemunhas de Jeová, os Pentecostais da Unicidade, os Unitários, os crentes do Evangelho da Prosperidade (incluídos entre 23.600 Independentes e Marginais) não são protestantes, como também nem são cristãos; eles aderem a uma cristologia falsa. Protestantes e católicos estão de acordo sobre quem é Cristo; esses outros grupos têm outras idéias".
O artigo católico ainda aponta que:

A WCE, de alguma forma, apresenta 242 denominações católicas. Essa deve ser uma grande bandeira vermelha flagrante que tem sido um pouco - como devemos dizer? - livre e solta com a palavra "denominação".
Na verdade, se você verificar a ruptura dessas 242 supostas denominações, aqui está o que você encontrará: católicos do Rito Latino, Católicos do Rito Bizantino, Melkitas, Coptas, Maronitas. Ou seja, o WCE classifica diferentes ritos como se fossem denominações diferentes, apesar de todos estarem em união com Roma. Não há um católico que trabalhe sob o sol, que não deve suspeitar de uma definição de trabalho de "denominação" que permitiria isso. O total resultante deve ser inflado - em 24,100% neste caso. Por que não dizer que os dominicanos e os jesuítas são suas próprias denominações? Alguém que diria que os católicos bizantinos são sua própria denominação não sabe o que é uma denominação, ou o catolicismo. Então, como é uma fonte confiável para nos dizer quantas denominações protestantes existem?
A Enciclopédia mal usada por católicos tupiniquins define "denominação" assim:

um conjunto organizado de centros de adoração ou congregações de tradição eclesiástica semelhante dentro de um país específico ... cujas congregações e membros são chamados pelo mesmo nome denominacional em diferentes áreas, considerando-se como uma igreja cristã autônoma distinta de outras denominações, igrejas e tradições.
Note que a Enciclopédia define uma denominação como qualquer entidade cristã que seja eclesialmente independente, o que está bem na medida do possível. Mas você notou que a definição limita o alcance de uma denominação para "dentro de um país específico"? Em outras palavras, você não pode ter uma única denominação existente nos Estados Unidos e na Inglaterra ao mesmo tempo. Ambos podem ser presbiterianos, mas são duas denominações diferentes, mesmo que nada mais as divide. Assim, o WCE apresenta 438 denominações presbiterianas e 647 metodistas e 1017 batistas.

Para maior desgosto dos católicos que citam o mito das 33 mil ou mais denominações como um trunfo contra o protestantismo, o apologista católico Scott lhes manda um recado:
Muitos católicos gostam de citar a figura de 33.000 porque o número é tão escandalosamente grande que eles assumem que é um embaraço particular para os protestantes. Olhe para toda essa divisão nas suas fileiras! Mas o resultado foi que os protestantes ao consultar a fonte, tomam nota dos problemas com isso, reivindicam alguns milhares de denominações no máximo e zombam do exagero selvagem. Os católicos parecem tolos por insistir em um número ridiculamente alto e facilmente refutado, e os protestantes imaginam que podem dormir o sono do justo porque o número real está longe disto.

4 comentários

  1. muito bom seu texto Elisson parabens, eu já venho batendo na tecla dessa acusação e digo mais, se depender de ser denominação quem é separado em termos latos, a igreja Catolica apostolica romana se se´parou a muito tempo de suas co-irmãs ortodoxas em 1054, será que ela espera com isso se ver ainda a mesma comunidade surgida em 381 (com o Edito de teodosio e Graciano) e que por isso seria ainda a mesma comunidade do seculo 3? é claro que não. Se formos avaliar mesmo quem começou esse negocio de divisão, pois bem, foi ela mesma. Agora aguente do seu proprio veneno.

    ResponderExcluir
  2. Onde dois ou três estiverem reunidos em nome do Senhor, aí estará A Igreja: A placa é apenas uma circunstancia local ou administrativa, algo físico. Já a Igreja prevista assim por Jesus, é tanto física (corpo ou Pessoas), como Espiritual ( Jesus em Espírito). Qualquer outra conotação acresce ou decresce da Bíblia... É mero blá, blá, blá oriundo da vaidade humana.

    ResponderExcluir
  3. Sr Edyr ,
    Por que os protestantes antes eram "hereges condenados ao inferno", e hoje são "irmãos separados"? O dogma "fora da Igreja Católica não á salvação", mudou ?

    ResponderExcluir
  4. Ótimo artigo, parabéns!

    Conheci o seu site através do blog do Lucas Banzoli.

    ResponderExcluir

Política de moderação de comentários:
1 - Poste somente o necessário. Se quiser colocar estudos, artigos ou textos grandes, mande para nós por e-mail: resistenciaapologetica@gmail.com

2 - A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Comentários com conteúdo ofensivo não serão publicados, pois debatemos idéias, não pessoas. Discordar não é problema, visto que na maioria das vezes redunda em edificação e aprendizado. Contudo, discorde com educação e respeito.

3 - Comentários de "anônimos" não serão necessariamente postados. Procure sempre colocar seu nome no final de seus comentários (caso não tenha uma conta Google com o seu nome) para que seja garantido o seu direito democrático neste blog. Lembre-se: você é responsável direto pelo que escreve.

4 - Não aprovamos comentários que contenham ataques, deboches ou críticas irrelevantes e sem nada a acrescentar.

5 - Comentários que fogem do assunto da postagem serão limitados. Se quiser fazer uma crítica ou sugestão, utilize a página de Contato.

6 - Comentários tumultuosos e que apenas repetem objeções já abordadas e respondidas no artigo, serão ou deletados ou receberão uma dura resposta pela desatenção do autor.

7 - A aprovação de seu comentário seguirá os nossos critérios. O Blog Resistência Apologética tem por objetivo à edificação e instrução. Comentários que não seguirem as regras acima e estiver fora do contexto do blog, não serão publicados.

Para mais informações, clique aqui!